O IBRAIM DO SUBÚRBIO (1976)

Filme em dois episódios. “Roy, O Gargalhador Profissional” (Paulo Hesse) é um suburbano que mora com a mulher (Suzana Faini), os filhos e os sogros. Roy tenta a sorte como gargalhador profissional em programas de TV, com seu amigo Coruja (Wilson Grey). Perde a voz em uma briga, é demitido e ainda descobre que é traído. Mas como bom suburbano, dá a volta por cima. Em “O Ibrahim do Subúrbio”, Casemiro de Abreu (José Lewgoy) sonha em ser colunista social famoso. Quando descobre a gravidez da filha (Lucélia Santos), apressa o casamento dela com o jovem Xanduco (Luiz Fernando Guimarães) e tenta comprar a secretária do colunista Ibrahim Sued para que ele publique sobre a cerimônia em sua coluna. Seus planos são frustrados, mas Casemiro ainda sai na vantagem.

CINEMA
82 min
1976
BRA
FICHA TÉCNICA
Direção
Astolfo Araújo (1º ep.) e Cecil Thiré (2º ep.)
Empresa Produtora
Sincro Filmes e Embrafilme
Produtor
Pedro Carlos Rovai
Produtor Associado
Lynxfilm e Artenova Filmes
Argumento original
Astofo Araújo, Armando Costa, Dennis Toledo (1º ep.) / Armando Costa e Cecil Thiré (2º ep.)
Roteiro
Astofo Araújo, Armando Costa, Dennis Toledo (1º ep.) / Armando Costa e Cecil Thiré (2º ep.)
Direção de Fotografia e Câmera
Roberto Pace (1º e 2º ep.)
Assistente de Câmera
Francisco (1º e 2º ep.)
Maquinista
Ramiro (1º e 2º ep.)
Assistente de Mecânica/Maquinista
Armando (1º e 2º ep.)
Eletricista
Lacava (1º e 2º ep.)
Fotógrafo de Cena/ Still
Mircea Dordea (2º ep.)
Assistente de Direção
Jorge Alberto (1º ep.) / Antonio Moreno (2º ep.)
Continuidade
Aila de Jesus (1º ep.)
Figurino
Germano Brum (2º ep.)
Costureira
Nizia (1º e 2º ep.)
Camareira
Lica (2º ep.)
Diretor de Produção
Eliana Cobbett (1º e 2º ep.)
Assistentes de Produção
Adelia Sampaio (1º ep.) / Adelia Sampaio e Ura de Agadir (2º ep.)
Motoristas
Coelho, Fernando e Erly (1º ep.) / Mario, Coelho, Fernando e Erly (2º ep.)
Montagem
Sylvio Renoldi (1º e 2º ep.)
Som Guia
Marcelo (2º ep.)
GALERIA
IMPRENSA

    Não há notícias relacionados para esse filme!

Coisas incríveis podem nascer de uma conversa!